Parent working at home
cupom com desconto - o melhor site de cupom de desconto cupomcomdesconto.com.br


Pai trabalhando em casaÀ luz dos recentes desenvolvimentos com a rápida disseminação do coronavírus, muitos pais estão agora trabalhando em casa e ao mesmo tempo educando seus filhos em casa. Há pouca oportunidade de sair de casa e participar de atividades que antes faziam parte da rotina normal de separação do estresse diário do trabalho ou da vida escolar. Agora, mais do que nunca, a busca de se separar do trabalho para adultos e da escola para crianças exige uma ação intencional.

Lidar com as demandas do trabalho ou da escola pode drenar os recursos de um indivíduo. Se esses recursos não forem reabastecidos durante o tempo de recuperação, a pessoa estará em risco de esgotamento. O esgotamento é uma condição que afeta os funcionários quando estão sob estresse por longos períodos. O esgotamento é o resultado de recursos esgotados devido à demanda de emprego e pouca ou nenhuma ação na reposição desses recursos. Duas características principais do esgotamento incluem exaustão emocional e sensação de ineficácia na capacidade de alguém de desempenhar suas funções no trabalho (Greenberg, 2002).

A fim de evitar que os pais se esgotem devido às crescentes demandas de suas novas responsabilidades de educar seus filhos em casa e possivelmente mantendo seu próprio trabalho, pode-se aplicar a pesquisa de prevenção de burnout à sua situação atual. Além disso, as crianças podem adotar essas estratégias em sua rotina diária para se manterem mental e fisicamente saudáveis ​​durante esse período. As atividades mais reconfortantes para uma pessoa em seu tempo de recuperação, de acordo com a pesquisa, incluem pausas frequentes, desapego psicológico, relaxamento e domínio e controle (Brough et al., 2014).

4 dicas para o equilíbrio entre vida profissional e pessoal em meio à pandemia do COVID-19

Dica 1: faça pausas frequentes ao longo do dia e nos fins de semana.

Por quê: Lidar com as demandas do trabalho pode drenar os recursos de um indivíduo, que são reabastecidos durante o tempo de recuperação. Pesquisas indicam que pausas durante o dia de trabalho e nos finais de semana são cruciais para sobreviver ao estresse (Landsbergis et al., 2012).

Como fazer isso durante pedidos de estadia obrigatória em casa:

Faz

Atividades cardiovasculares para surtos curtos ao longo do dia. Dê um passeio, ande de bicicleta ou corra. Se você não pode sair, tente encontrar um vídeo de treino que incorpore exercícios que você pode fazer em sua casa.

READ  Terapia de blogs, Terapia, Terapia de blogs, Terapia de blogs, Terapia, ..

Faz

Use seus fins de semana para se recuperar do estresse do trabalho e da escola. Se você pode sair com a família, passe um tempo andando de bicicleta, fazendo caminhadas ou fazendo uma atividade ao ar livre, como brincar de pega-pega. Se você não puder sair, jogue jogos de cartas, jogos de tabuleiro, charadas ou atividades que forneçam ao seu cérebro uma maneira de se afastar do estresse do trabalho ou da escola (Csikszentmihalyi & LeFevre, 1989).

Não

Faça a lição de casa ou trabalhe nos finais de semana. Se possível, não verifique os e-mails comerciais durante o fim de semana. Se sua situação não permitir isso, tente designar uma hora por dia do fim de semana para não se envolver em atividades profissionais ou escolares.

Dica 2: desanexar psicologicamente do trabalho e da escola.

Por quê: Sonnentag e Fritz (2007) descobriram que as pessoas que eram capazes de se separar de seus empregos (ou seja, ativar o botão de desligar) depois do trabalho tinham maior bem-estar. Essas pessoas também estavam mais satisfeitas com seus empregos e experimentaram menos exaustão emocional e desgaste. Embora atualmente não possamos deixar fisicamente nosso escritório ou escola em casa, existem táticas de segmentação de agendamento que podemos implementar durante o dia de trabalho para impedir que problemas relacionados ao trabalho se intrometam no tempo de recuperação.

Como fazer isso durante pedidos de estadia obrigatória em casa:

Faz

Encontre um horário durante o dia em que você “abandona o trabalho” ou “abandona a escola”. Talvez você faça um anúncio para seus filhos: “A escola acabou o dia!” Para você, talvez você tenha um horário designado durante o dia ou a noite em que pare de trabalhar e não volte ao trabalho até o dia seguinte.

Faz

Programe horários do dia em que você se permite ficar sozinho. Se sua situação impedir que você tenha um tempo sozinho devido à idade de seus filhos, talvez ative uma tela para seus filhos por uma hora, para que você possa se desligar temporariamente de suas demandas.

Não

Verifique os e-mails comerciais antes de dormir e, se possível, não mantenha o telefone ligado à noite. Isso permite que os ciclos de sono (um importante tempo de recuperação) sejam interrompidos por demandas externas.

Dica 3: medite.

Por quê: Pesquisas sobre preocupação – um conceito vinculado ao impedimento do desapego – mostraram que a quantidade de tempo que as pessoas passam se preocupando pode ser reduzida por estratégias de intervenção (Sliter et al., 2014). Uma maneira de reduzir a preocupação é implementar estratégias de meditação e respiração quando se sentir sobrecarregado.

READ  Sendo bipolar, sendo eu

Faz

Incorpore exercícios de respiração e estratégias de meditação ao longo do dia. Existem aplicativos de atenção plena, vídeos no YouTube e personalidades de mídia social que fornecem exercícios gratuitos de respiração e meditação para serem utilizados durante o dia.

Faz

Faça com que seus filhos participem de exercícios respiratórios, estratégias de meditação e prática de ioga. Vários vídeos gratuitos do YouTube têm exercícios de ioga projetados para crianças.

Não

cupom com desconto - o melhor site de cupom de desconto cupomcomdesconto.com.br

Use excesso de substâncias como álcool ou maconha. Apesar dos efeitos imediatos que as substâncias podem ter para aliviar a ansiedade, o uso persistente disso em excesso ao longo do tempo pode realmente fazer com que a pessoa se sinta mais ansiosa e deprimida. Além disso, pode impedir que uma pessoa aprenda a gerenciar seu estresse e ansiedade por meio de estratégias de enfrentamento mais saudáveis, como exercícios e meditação (Amen & Amen, 2018).

Dica 4: Domine alguma coisa.

Por quê: Outro elemento importante de desapego do trabalho é o domínio. No trabalho, muitas vezes espera-se que esteja no controle de nossas reações, emoções e ações. A recuperação bem-sucedida envolve realizar uma atividade que nos impede de pensar nas demandas do trabalho, dando-nos a oportunidade de “soltar” e deixar de lado esse elemento de controle. Algumas boas atividades para isso incluem esforços criativos, atividades esportivas e opções de aprendizado (Hahn et al., 2011).

Faz

Tente dominar uma atividade não relacionada ao trabalho ou à escola. Talvez seja um instrumento musical, um esporte, arte, um blog ou uma rotina de dança. Pesquisas mostram que esses tipos de atividades permitem que o cérebro se destaque das demandas externas e usam regiões criativas no cérebro que não são utilizadas durante as atividades escolares ou de trabalho.

Faz

Incentive os membros da sua família a se envolverem em suas próprias atividades de domínio.

Não

Use a mídia social como uma atividade de domínio. O domínio envolve o controle das atividades de uma pessoa e, frequentemente, a mídia social é um lugar em que não se pode controlar o ambiente ou o que aparece no feed de notícias diárias. Tente evitar o uso da mídia social como sua única saída do trabalho ou da escola. De fato, muitos estudos indicaram que pessoas que passam mais tempo nas mídias sociais aumentam as taxas de depressão (Chowdhry, 2016).

Embora essas estratégias pareçam simples, com que frequência as implementamos? A dificuldade de gerenciar o estresse tem sido associada a desgaste, problemas de saúde física e problemas de saúde mental. Ao implementar pequenas mudanças ao longo do dia, você pode ajudar a evitar maus resultados de saúde para você e seus familiares.

READ  A espada de dois gumes do ser na profissão de ajudante - TherapyTribe

Podemos não ser capazes de controlar o que acontece em nossas experiências diárias em casa, mas podemos implementar intervenções práticas diárias que levam ao bem-estar geral durante esse período desafiador. Se estiver enfrentando dificuldades para lidar com as demandas atuais de seu trabalho ou vida familiar, considere conversar com um terapeuta.

Referências:

  1. Amém, D. G, & Amém, T. (Produtores). (2018, 12 de março). Maconha vs. álcool. O Brain Warriors Way Podcast. Obtido em https://www.youtube.com/watch?v=l58iFDqhrO4
  2. Brough, P., Dollard, M.F. & Tuckey, M.R. (2014). Teoria e métodos para prevenir e gerenciar o estresse ocupacional: inovações em todo o mundo. International Journal of Stress Management, 21(1), 1-6. doi: 10.1037 / a0035903
  3. Chowdhry, A. (2016, 30 de abril). A pesquisa vincula o uso pesado do Facebook e das mídias sociais à depressão. Obtido em https://www.forbes.com/sites/amitchowdhry/2016/04/30/study-links-heavy-facebook-and-social-media-usage-to-depression/#7198bb274b53
  4. Csikszentmihalyi, M., & LeFevre, J. (1989). Ótima experiência em trabalho e lazer. Revista de Personalidade e Psicologia Social 56(5), 815-822. doi: 10.1037 / 0022-3514.56.5.815
  5. Greenberg, J. (2002). Gerenciando o comportamento nas organizações. (3ª ed.). Rio Saddle superior, NJ: Prentice Hall.
  6. Hahn, V. C., Binnewies, C., Sonnentag, S., & Mojza, E. J. (2011). Aprendendo a se recuperar do estresse no trabalho: Efeitos de um programa de treinamento de recuperação na recuperação, na auto-eficácia e no bem-estar relacionados à recuperação. Jornal de Psicologia da Saúde Ocupacional, 16(2), 202-216. Recuperado em http://dx.doi.org.vanguard.idm.oclc.org/10.1037/a0022169
  7. Landsbergis, P. A., Grzywacz, J. G., & LaMontagne, A. D. (2012). Organização do trabalho, insegurança no trabalho e disparidades em saúde ocupacional. American Journal of Industrial Medicine, 57(5), 495-515. doi: 10.1002 / ajim.22126
  8. Siu, O.L., Cooper, C.L., & Phillips, D.R. (2014). Estudos de intervenção para melhorar o bem-estar do trabalho, reduzir o desgaste e melhorar as experiências de recuperação entre os profissionais e professores de saúde de Hong Kong. International Journal of Stress Management, 21(1), 69-84. doi: 10.1037 / a0033291
  9. Sliter, K. A., Sinclair, R., Cheung, J., & McFadden, A. (2014). Evidência inicial do efeito tampão da atividade física na relação entre estressores no local de trabalho e resultados individuais. International Journal of Stress Management, 21(4) 348-360. doi: 10.1037 / a0038110
  10. Sonnentag, S., Ganster, D. & Perrewe, P. (Eds.). (2009). Pesquisa em estresse e bem-estar ocupacional: recuperação do estresse no trabalho. (Vol. 7). Bradford, West Yorkshire, GBR: Grupo Emerald Publishing Ltd.






© Copyright 2020 GoodTherapy.org. Todos os direitos reservados. Permissão para publicação concedida por Amy Quinn, MA, MS, LMFT, terapeuta em Newport Beach, Califórnia

O artigo anterior foi escrito exclusivamente pelo autor mencionado acima. Quaisquer opiniões e opiniões expressas não são necessariamente compartilhadas pelo GoodTherapy.org. Perguntas ou preocupações sobre o artigo anterior podem ser direcionadas ao autor ou postadas como um comentário abaixo.



cupom com desconto - o melhor site de cupom de desconto cupomcomdesconto.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *